0

BNDES busca fomentar novas empresas com foco na ‘internet das coisas’

Publicado em 4 out 2017 por Erivelton Batista na categoria Blog, Dicas 04-10

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) poderá comprar participações em empresas de tecnologia, via BNDESPar, ou conceder linhas de crédito para fomentar o crescimento de negócios ligados à chamada “internet das coisas”

O diretor da área de planejamento e pesquisa da instituição, Carlos da Costa, disse que a meta é formar novas empresas “unicórnios”, como são conhecidas as startups avaliadas em mais de US$ 1 bilhão. Ele lembrou que três companhias importantes na área de tecnologia surgiram com o apoio do BNDES: Linx, Bematech e Totvs.

“Temos a preocupação de garantir o equilíbrio entre as empresas existentes e as startups, por isso queremos financiar esses futuros unicórnios”, afirmou Costa a jornalistas, durante o evento Futurecom, em São Paulo. Os empréstimos vão acontecer via fontes tradicionais como o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), mas outras possibilidades estão sendo negociadas com a União.

O diretor do banco de fomento disse que, por enquanto, não existe uma meta de financiamento para as redes de inovação e empreendedores em tecnologia, mas que a instituição possui interesse em apoiá-las com recursos. Essa área do BNDES conta com 40 profissionais dedicados a auxiliar as startups.

Segundo o BNDES, a internet das coisas poderá gerar impacto de pelo menos US$ 132 bilhões na economia até 2025, em projetos voltados para cidades inteligentes, saúde, indústria e agronegócios. Somente a indústria tem potencial estimado em até US$ 45 bilhões, seguido pela saúde, com valor de até US$ 39 bilhões nos próximos oito anos.

 

Fonte:  https://goo.gl/9QPbfd

 

Baixar Relatório: http://www.infosolo.com.br/novo/wp-content/uploads/2017/10/relat02.rar

Compartilhe



Outras notícias: